Artigos Antigos
Fonte

A sessão da Câmara Municipal de Apuiarés do dia 20/04, foi bastante tumultuada, devido os debates sobre o Projeto de Lei do Piso Nacional dos Professores. O Vereador Zé Augusto Goes, usando a tribuna, mostrou em detalhes que o projeto enviado pelo Prefeito prejudicava os professores da Educação Básica II, uma categoria que em sua maioria tem especialização, pós-graduação e até mestrado e as dos Pedagogos. Diferentemente dos da Educação Básica I, que tiveram o reajuste do piso, integral no percentual de 22,22%, os da Educação Básica II, somente em torno de 12%. Muito aplaudido pelos professores, Zé Augusto, também, foi vaiado por alguns, quando debatia com os Vereadores Edmundo e Tadeu, mas rebatidos por outros que os chamavam de "Bobos da Corte", mostrando a incoerencia dos mesmos em aceitar a redução dos seus salários. Com a votação de uma Emenda, proposta pelos Vereadores Charley Gomes, Zé Augusto, Marcelo Boa e Junior Peixoto, com o propósito de corrigir essa distorção, onde os professores perderam por 4 x 5, votaram a favor somente os quatros autores da emenda. Com esse resultado a revolta foi grande, e os Vereadores que votaram contra foram xingados. O Vereador Edmundo, irritado, com isso, chegou a declarar "Que foi eleito sem precisar dos Professores" e na sequência declarou: "Não preciso dos votos dos professores para ser eleito". O público que aplaudio e vibrou pelo resultado, foram chamados de "Bobos da Corte". Como pode, esses desinformados, aplaudirem a redução dos salários dos professores? Questionaram alguns.